Meu primeiro beijo gay

O ano era 2006, eu tinha 16 anos e recém beijado (uma menina) pela primeira vez, uns meses antes, por pressão dos amigos do colégio. Numa festa regional aqui da cidade, quando eu tava indo embora sozinho, veio um garoto da minha idade correndo atrás de mim, simplesmente pediu meu número de celular, eu fiquei... Continuar Lendo →

E vamos de segunda vez na reabilitação

Dessa vez eu fui por vontade própria. O estopim foi uma emergência médica do meu pai, que teve que fazer uma angioplastia (ele é fumante), juntando isso, com a incerteza e cansaço da quarentena (ficar o tempo todo só eu e minha mãe em casa), precisei novamente de intervenção. Decidi que o melhor seria ficar internado... Continuar Lendo →

Gordo, careca, do pau pequeno?

A saga em ser gay não é nada fácil… Você tem que sempre ser o mais macho, mais lindo e mais gostoso possível, ou seja, o famoso padrãozinho. Saindo disso, é um longo e sofrido caminho.  Sempre soube que meu pau era pequeno, desde da época em que usava as duchas no clube de campo... Continuar Lendo →

Duas semanas na reabilitação

Tudo iniciou (ou terminou?) com um surto psicótico, justamente no dia das crianças (outubro), onde na minha cabeça eu tava indo viajar pra Disney com o meu eterno crush (o primeiro amor) que eu não falo faz anos e que do nosso casamento dependia a paz mundial, tudo isso com direito a viagem no tempo... Continuar Lendo →

Por que eu nunca me assumi como gay?

Desde sempre eu tenho muita dificuldade de me comunicar e me relacionar com as pessoas, até mesmo interações simples, como dar um bom dia. Eu nunca namorei, nem ao menos já tive um ficante mais sério (o máximo foi 3 meses)... então nunca senti necessidade de "me assumir", mas mesmo assim, muitos parentes próximos e... Continuar Lendo →

Auto estima e depressão

Após o diagnóstico de depressão bipolar, pude perceber nitidamente nos últimos 10 anos, por quantas e variadas crises já passei, de menor e maior grau. Muito disso acaba refletindo em meus relacionamentos, como na época do saudoso Orkut (ali por 2005), eu já tinha esses momentos de postar selfies, me comunicar com todos e fazer... Continuar Lendo →

Como é bom fazer terapia!

Faço terapia há um ano e meio, e nesse tempo tenho conseguido me conhecer e me entender melhor. Reviver e falar sobre traumas é uma ótima maneira de se recuperar, de deixar a dor para trás… Mesmo quando você acha que está tudo certo, sempre há algum aspecto que pode ser lapidado dentro de você,... Continuar Lendo →

Boquete no mar

To na praia e marquei de encontrar com um cara apelido “22 cm” pelo Grindr. Ok, nos encontramos e o difícil é achar um lugar com menos iluminação na orla da praia pra fazer alguma coisa... Caminhamos um pouco até que achamos um trecho com menos iluminação. Ele vem me beijar, desvio e começo a... Continuar Lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑